Após uma breve pausa para descansar de uma temporada intensa, o Studio dos Aromas Bistrô está de volta, com algumas novidades.

Durante o mês de março, o melhor bistrô de Porto Alegre de 2017 (eleito pelo Prêmio Revista Sabores do Sul), irá abrir somente aos sábados.

A estreia da versão 2018, acontece no dia 17, com uma super feijoada assinada pela chef Natalie Machado. E vem ainda mais mudanças por aí.

notícia, gourmetice, studio dos aromas, bistrô, chef, natalie machado, cidade baixa, porto alegre, poa

Chef Natalie Machado | Créditos: Luis Ventura / Divulgação | #PraCegoVer: Foto com mulher sorridente com chapéu em tecido com estampa de flores nas cores laranja, rosa, verde e branco, dólmã em tecido branco com viés e botões em preto, texto “Natalie Machado” bordado em vermelho e pingentes pendurados, barra de metal preto com espátulas de metal com cabo de plástico branco, conchas, espátulas e escumadeiras em silicone preto com cabo de metal presa a parede branca, utensílios e prateleira de metal ao fundo.

Os almoços aos sábados continuam com reserva em dois horários: 12h e 14h. E o menu o dia tem o valor de R$ 59,00. Para acompanhar as delícias, as cervejas artesanais Solerum e Zapatta, além de vinhos e espumantes, o suco do dia e as cachaças artesanais Casa Bucco.

Quem tiver restrição alimentar, por intolerância ou opção, também é bem-vindo. Basta fazer a reserva com um dia de antecedência a avisar o que pode e o que não pode comer, para que o cardápio possa ser adaptado. As reservas devem ser feitas pelo telefone (51) 3573 6818 ou pelo e-mail contato@studiodosaromas.com.br.

O “Studio” fica na Rua João Alfredo nº 549, no bairro Cidade Baixa em Porto Alegre/RS.

Sobre a chef Natalie Machado

Natalie Machado é Relações Públicas com pós-graduação em Marketing e sempre trabalhou com planejamento e execução de eventos empresariais e sociais.

Formada em Gastronomia e Alta Cozinha pelo Instituto Gastronômico da Argentina, esteve em 2013, por três meses em Lima no Peru, especializando-se em Cocina Peruana Tradicional, Regional e Moderna no Instituto Le Cordon Bleu.

Fonte: Divulgação