A capital gaúcha recebe a temporada de eleição do Comida di Buteco, onde o boteco vencedor passa a concorrer ao título de Melhor Buteco do País.

Em 2017, pelo segundo ano consecutivo, os petiscos têm o preço máximo de R$ 25,90, desafiando os botecos a serem criativos e acessíveis, sem perderem uma de suas características mais importante: serem democráticos.

Cada concorrente é avaliado em quatro categorias: petisco, atendimento, higiene e temperatura da bebida. O petisco leva 70% do peso da nota e as demais categorias 10% cada uma. O voto do público vale 50% do peso total e dos jurados, 50%.

O tema da temporada 2017 é Cereais. O tema criativo, utilizado em algumas edições do concurso, busca estimular a pesquisa da cultura gastronômica por parte dos botecos, a criatividade e a pluralidade no uso de recursos e ingredientes e histórias.

Mas por que Cereais? O cereal está na base da cadeia alimentar do brasileiro do norte ao sul do país. Apresentam uma grande diversidade, portanto fonte rica para criação de receitas. Os principais cereais não sofrem com a sazonalidade no Brasil e existem várias opções de custo baixo, permitindo receitas criativas sem incremento no custo do petisco.

Confira os botecos participantes – e os seus petiscos – de Porto Alegre:

  • Anticuário Restobar
    Tabule (trigo moído, cebola, tomate, tempero verde, cebola de “verdeo”, limão, sal, azeite de oliva, acompanhado de pães árabes)
notícia, gourmetice, comida di buteco, concurso, boteco, comida, cozinha, raiz, brasil, porto alegre, poa

Tabule, do Anticuário Restobar | Créditos: Mariana Fontoura / Divulgação | #pracegover: Foto com trigo moído, salsinha, tomate cereja, pedaços de limão, folhas de alface, tortilhas ao fundo, em prato em porcelana preta, sobre tecido rústico na cor marrom claro.

  • Bar Chopp Petiscos
    Bolinho Longa Vida (bolinho de bacalhau funcional)
  • Bella Dora
    Bolinho Dona Narcisa (bolinho de arroz 7 grãos, recheado com queijo coalho, acompanhado de molho remolado)
  • Brechó do Futebol
    Ki Chute (mini tortas de milho assada – 2 recheadas com espinafre ricota e cebola coberta com confit de alho, 2 recheadas com frango e requeijão cobertas com chutney)
  • El Farol
    La Milonga (massa de farinha de trigo e aveia recheada com sabores da casa)
notícia, gourmetice, comida di buteco, concurso, boteco, comida, cozinha, raiz, brasil, porto alegre, poa

La Milonga, do El Farol | Créditos: Mariana Fontoura / Divulgação | #pracegover: Foto com bolos com massa na cor amarelo claro, queijo derretido e ortégano, ramos de manjericão, tomates cerejas cortados em quatro, bowl em vidro transparente com molho na cores verde e vermelho, colher de metal, em prato em porcelana branca, sobre tecido rústico na cor marrom claro.

  • Lipe Bar
    Bolinho n’aveia (bolinho de carne empanado na aveia, no ovo e na farinha de rosca com cama de anel de cebola com molho temperado com linhaça dourada da casa)
  • Lourival Bar
    Trio Panelinhas (três cestinhas de flocos de milho – recheios de frango e catupiry, outra recheada com carne de panela e outra recheada com espinafre e ricota)
  • Mao Sut
    Lha Li Kai (sanduíche de pão chato artesanal com chia, salada de acelga e repolho roxo, maionese de coco e coentro, hortelã, manjericão, cebolinha, nirá e coentro frescos, caramelo salgado e frango defumado artesanalmente levemente picante)
  • Mariu’s
    Bruschettas Portuguesas (carne de panela desfiada com cebola caramelada. Acompanha fatias de pães levemente torrados)
  • Mercado do Chopp
    Crocante de Camarão (rolinhos de camarão, acompanhados de molho de pimenta e cachaça, sweet chilli e molho rosé)
notícia, gourmetice, comida di buteco, concurso, boteco, comida, cozinha, raiz, brasil, porto alegre, poa

Crocante de Camarão, do Mercado do Chopp | Créditos: Mariana Fontoura / Divulgação | #pracegover: Foto com rolos de massa amarela, ramo de manjericão, três mini bowls com molhos nas cores laranja, vermelho e marrom, colheres de metal, em prato em porcelana branca com borda laranja, sobre tecido rústico na cor marrom claro.

  • Pinga Brasil
    Costelinha Pinga Brasil (costelinha de Porco na cerveja preta, acompanhada de polenta chips e molho barbecue)
  • Porto Carioca
    Alfajor Salgado (alfajor empanado feito com biscoito salgado e requeijão, recheado com azeitona, cebola crispy, queijo brie e salame)
  • Posta del Diablo
    Iscas Posta del Diablo (alcatra ao molho de cerveja preta, acompanhada de polenta frita e molho chimichurri)
  • Snoopy Bar
    Bauru tradicional de contrafilé (bauru tradicional de contrafilé servido em 4 partes)
  • Tapas Bar
    Palitinhos de frango (cubos de peito de frango envoltos em molho branco e empanados com gergelim e linhaça)
  • Tempero Rosa
    Pancho (pancho, acompanhado de molhos de pimenta, mostarda e chimichurri)
  • Tuim
    Navegar é preciso (bacalhau às natas com lula defumada, gratinado com torradinhas e parmesão)

Pra conhecer as demais cidades participantes e o seus botecos, acesse www.comidadibuteco.com.br.

Sobre o Comida di Buteco

notícia, gourmetice, comida di buteco, concurso, boteco, comida, cozinha, raiz, brasil, porto alegre, poa

#pracegover: Logotipo do Comida di Buteco com círculo na cor amarelo claro e borda laranja com textos “Desde 2000” e “Cereais 2017” em preto, faixa marrom claro e bordas marrom com texto “Comida di Buteco®”, fundo de tecido rústico branco com pontos e borda com costura na cor marrom.

O concurso Comida di Buteco foi criado em 2000, com a finalidade de resgatar e valorizar a culinária de raiz e os botecos espontâneos/tradicionais. Com a missão de “Transformar vidas através da cozinha de raiz – Buteco extensão de sua casa” ele completa, em 2017, 18 edições e se consolida como uma das mais importantes plataformas de fomento, valorização e exposição do boteco e da cozinha brasileira, importante ícone da cultura nacional.

Pioneiro nesse segmento, em 2016 inaugurou um importante marco na sua consolidação: tornou-se uma eleição nacional, que a partir de então premia todo ano o Melhor Buteco do Brasil, se consolidando como o único concurso nacional do gênero, que envolve toda a população das 20 cidades participantes.

Após a eleição do Melhor Buteco da cidade, uma comissão de jurados escolhida, especificamente, para essa missão, vai visitar os 20 campeões para eleger o melhor dos melhores. Agora o Comida di Buteco tem duas etapas: eleição do melhor da cidade, envolvendo público e jurados. E a eleição do melhor do país, validada por outra comissão de jurados que não participou da primeira etapa. O vencedor leva a cidade e o boteco ao pódium da cozinha de raiz do Brasil.

O Comida di Buteco é 100% viabilizado com investimento de empresas que acreditam na sua causa e como plataforma de desenvolvimento de suas marcas. Nenhum buteco paga absolutamente nada para participar.

Bora botecar?

Fonte: Divulgação