Decidi há algum tempo que precisava aprender a cozinhar com mais técnica e fazer um curso na área de Gastronomia mas sempre surgia algo que me impedia, como os cronogramas, os valores etc.

Pesquisei sobre o Curso de Cozinheiro Básico da Escola de Gastronomia Aires Scavone – EGAS daqui de Porto Alegre, entrei em contato com eles e então me inscrevi para a turma do 2º semestre desse ano, que começou na segunda-feira passada (13). As aulas – com 4h de duração – acontecem de segunda a quinta até o dia 25 de novembro.

Como trabalho durante o dia como Diretor de Arte, preciso sair na correria e com alguns bons kg a mais na mochila para poder chegar a tempo pras aulas. Vai ser cansativo? Vai! Isso já foi sentido e acredito que não vá ficar mais fácil ao longo das próximas semanas mas OK dá-se um jeito :)

Agora começa o Diário de um Cozinheiro Careca* com um pouco do que aconteceu na semana passada:

1º e 2º dias:

Recebi o meu uniforme – doma (jaleco), calça, chapéu, avental e calçado – e o material impresso.

da cozinha, gourmetice, diário de um cozinheiro careca, curso de cozinheiro básicoSelfie com a doma, e sem o bigode e a barba

da cozinha, gourmetice, diário de um cozinheiro careca, curso de cozinheiro básicoMaterial impresso

Dentro do curso de cozinheiro, acontece o Curso de Boas Práticas para Serviços de Alimentação, obrigatório para quem tem vontade de abrir um negócio na área. Além de saber como elaborar um Manual de Boas Práticas com todos os procedimentos necessários – de acordo com a legislação – pra que não aconteçam casos nem surtos de doenças transmitidas por alimentos, aprendi sobre os cuidados básicos quanto à higiene de quem vai manipulá-los, os perigos que podem ser encontrados quando tanto alimentos como equipamentos/utensílios não são higienizados de forma correta e como evitar que eles tragam riscos à saúde, e a planejar os espaços de um estabelecimento.

da cozinha, gourmetice, diário de um cozinheiro careca, curso de cozinheiro básicoThese weird shoes are made for cooking

No 2º dia, teve um intervalo nas aulas de Boas Práticas, e conheci o fundador da escola, o chef Aires Scavone, que apresentou vários tipos de facas, como são fabricadas, para que servem, e deu uma noção de quais delas eu precisaria comprar para montar o meu estojo de utensílios.

da cozinha, gourmetice, diário de um cozinheiro careca, curso de cozinheiro básicoMeu estojo de utensílios (descascador de legumes, colher para pratos doces, faca para laminar/filetar, faca para desossa, faca do chef, colher para pratos salgados, fouet e faca para legumes)

3º e 4º dias:

Na cozinha da escola, aprendi sobre alguns utensílios e equipamentos, como me portar dentro de uma cozinha, alguns cortes de legumes e verduras (todos em francês – batonnet, julienne, brunoise, chiffonade e por aí vai), como higienizá-los e como melhor prepará-los para serem conservados na geladeira ou congelados.

da cozinha, gourmetice, diário de um cozinheiro careca, curso de cozinheiro básicoCortes de legumes

da cozinha, gourmetice, diário de um cozinheiro careca, curso de cozinheiro básico Corte de verdura

Até a semana que vem!

* O “careca” do título da série refere-se a agora, além de eu ser careca, também precisar raspar a barba e o bigode, e também é uma brincadeira com o início da carreira do Jamie Oliver em que ele era conhecido como “The Naked Chef”.